O guarda-roupa oitentinha e desejável de Atomic Blonde

Baseado no HQ de 2012 "The Coldest City" de Antony Johnston and Sam Hart, o longa é um thriller de ação e espionagem ambientado em 1989, pouco antes da queda do Muro de Berlim. O filme segue a agente do MI6 de Theron, Lorraine Broughton, enquanto ela viaja para a cidade alemã para recuperar uma lista de agentes duplos desaparecidos após o assassinato de um colega espião.

O cenário do período oferece a oportunidade perfeita para revisitar a espionagem e a intriga da era da Guerra Fria, e ainda uma boa desculpa para desfrutar de uma trilha sonora particularmente excelente dos anos 80 ("Blue Monday" do New Order abre o filme e segue com Queen, A Flock Of Seagulls, George Michael, Nena, New Order e muitos outros.) Ouça a trilha sonora aqui.


Caracterização

A outra oportunidade é apreciar as diversas fases e estilos que a protagonista explora, sempre com fortes referências dos anos 80, mas sem ser uma cópia fiel da época.


A figurinista Cindy Evans diz que o trabalho de Helmut Newton (fotógrafo de moda alemão conhecido por seus estudos de nus femininos) influenciou suas escolhas de guarda-roupa para Lorraine. Atomic Blonde se passa em 1989, pouco antes da queda do Muro de Berlim, então Evans olhou para o trabalho de Newton da mesma época.

"'Cool' foi o nosso mantra neste filme, e se tornou muito poderoso", diz a figurinista Cindy Evans sobre os figurinos estilizados dos anos 80.

Muito de quem Lorraine se demonstra é por meio do seu guarda-roupa, até porque não há uma história de fundo nem é explicado quem ela é e suas origens.


A figurinista incluiu trajes que impuseram uma certa postura na personagem principal. “Quer saber? Devíamos fazer uma cena de luta com saltos de 15 cm. Sim, porque Bond nunca poderia fazer isso - então você tem que fazer”, comentou Cindy Evans à Theron.


E a beleza glamourosa e com toques da rebeldia punk foi montada de uma maneira muito sofisticada, de um jeito que não era usado à época.


"Cindy veio com esta foto de Helmut Newton para uma das cenas de luta pela qual todos se apaixonaram; ela era a clássica garota Helmut em uma minissaia e cinta-liga. E inicialmente procuramos David Bowie para um dos papéis no filme. Nós realmente queríamos que ele participasse do filme, mas, infelizmente, ele recusou o papel e depois faleceu enquanto estávamos fazendo o filme. Sempre teríamos um monte de músicas do Bowie nele; ele foi uma grande parte da conversa ao fazer este filme, especialmente nesta época, porque [Berlim dos anos 80] simplesmente saiu de seus poros", comenta Charlize Theron em entrevista. Leia entrevistas com a figurinista aqui, aqui e aqui.


Dependendo do lado do Muro em que ela está (antes de ser espancada em pedaços, é claro), a personagem se demonstra uma profissional equilibrada e polida, em um visual loiro liso com franja, à la Debbie Harry.


Ela também é vista como uma morena misteriosa escondida em um gorro e até como uma sensual e refinada parisiense em um decotado macacão.


“Eu jogo caras nas minhas costas, ombro e cabeça e minhas perucas nunca se mexeram”, diz Theron, lembrando das habilidades do seu cabeleireiro no set, Enzo Angileri. É graças a pessoas como ele e Evans e à maquiadora Francesca Tolot, e à equipe e seus muitos dublês maltratados, Theron enfatiza, que permitiu que Atomic Blonde evoque o que até agora só pertencia a Berlin dos anos 80 e David Bowie.


Decifrando o estilo da Lorraine

A cartela de cores é sóbria, discreta e elegante: preto, cinza, branco, bege, alguns poucos pontos de vermelho e sempre com estampas discretas.


O guarda-roupa é composto basicamente por peças de alfaiataria como coletes e blazeres de lã, itens clássicos e atemporais da moda como trench-coats, meia-calça transparente fumê, scarpin vermelho de verniz, saia lápis (nesse caso com uma pegada mais rock n' roll de fendas e tachas) e outras peças típicas do streetwear da época, como camisetas e tricot com ombro de fora além de blusas de gola alta.


Truques de styling

Alguns truques de stying foram usados para mostrar que feminilidade e gosto pela moda não tem nada a ver com liberdade de movimentos e... luta!


Vamos começar pelo look do aeroporto, onde Lorraine usa camisa social branca, calça e jaqueta risca-de-giz - vestida de cabeça para baixo que a faz parecer um top sobreposto - e a lente rosa adaptada especialmente para o óculos tipo aviador Tom Ford.


A estética punk da época - e que reafirma a postura de durona e incansável da personagem - é demonstrada nos acessórios como, por exemplo, na luva de couro cravejadas de tachas e na ankle boots de correntes e spikes.


Outro truque de styling que caracterizou o filme foi o uso de cinta-liga + meia-calça + bota cano longo. Esse parece ter sido o look mais icônico do filme. Na época muitas pessoas fizeram cosplay da personagem usando inclusive a corda amarela enrolada ao corpo.


Te todo esse guarda-roupa invejável, definitavamente a peça que brilhou meus olhos e causou desejo foi a ankle boots de corrente e spikes Saint Laurent. 😍

Eu simplesmente amei o filme.

E você, curtiu? Usaria algum look?



Para mais informações sobre outros figurinos leia aqui no Blog:

Reign: o figurino modernino de uma série de época, clique aqui.

Versace: os desafios da construção do figurino, clique aqui.

Lá vem Gossip Girl, clique aqui;

O estilo matador de Maze, clique aqui.


...

Leia outros posts com as mesmas marcações de hashtags:

#aleindica #celebridades #figurinodefilme #netflixbrasil

8 visualizações0 comentário

campanha - marketing e moda

A primeira agência brasiliense de marketing especializada em moda

© 2003 ~ 2021 | Brasília - DF, Brasil

(61) 99976-2601 | alessandra@campanhaconsultoria.com.br