Uma análise mercadológica do Dia Internacional da Mulher

Atualizado: 13 de Set de 2019


Um relatório do WGSN (maior site de tendências de comportamento) apresentou as ações de marketing - de vários segmentos - no Dia Internacional da Mulher. Com essas campanhas, é possível acompanhar o que e como tem sido relevante o assunto para as grandes marcas mundiais.


Motivos não faltam. De acordo com dados do Fórum Econômico Mundial, levará cem anos para acabar com a disparidade entre homens e mulheres, um século para alcançar a igualdade de gênero no trabalho, na política, no acesso à educação e na distribuição das tarefas domésticas. Dados que, junto com a violência contra as mulheres, estimulam um posicionamento mercadológico de algumas empresas.


O que é de se esperar. Há anos todos os estudos de comportamento do consumidor mostram que as mulheres consomem muito mais que o homens e ainda influenciam na decisão de compra deles. É ela quem toma a decisão de compra dentro do lar. Ela que adquire a grande maioria dos produtos para o marido, filhos e até mesmo o pai. Independentemente da renda salarial ela é a detentora do poder de compra familiar.


Portanto, se comunicar e celebrar a data não é meramente uma campanha de oportunidade como se fosse um anúncio do Dia da Avó... O significado vai muito além. Por isso selecionei as ações de 2018 que considerei mais interessantes e impactantes.



DIOR

Na moda, possivelmente o mais rápido condutor de movimentos sociais, a grife francesa Dior apresentou dias antes da data comemorativa um forte posicionamento com sua coleção Outono 2018.


Vale lembrar que, pela primeira vez na história, a casa tem uma mulher como Diretora Criativa para a linha de Roupas Femininas. Nessa sua 4ª coleção Maria Grazia Chiuri tomou como inspiração uma antiga foto - em preto e branco - com mulheres protestando pela falta de minissaias em frente à Dior. Esse, é um dos registros das mudanças que estavam acontecendo naquele ano de 1968 na França. 50 anos depois, o mesmo movimento feminista continua em voga. Daí o timing de trazer o assunto à tona.


Baseada nessa inspiração, toda a cenografia da passarela foi pensada e resultou em uma colagem de capas de revistas, machetes e matérias vintage do La Voix des Femmes, Vogue e Elle. Frases com declarações como "direitos das mulheres são direitos humanos" também estavam estampados no ambiente.



NIKE

Na noite do 90º Oscars, onde o tema da campanha "Time's Up" esteve em evidência, a marca de vestuário esportivo aproveitou e no timing certo lançou mundialmente um comercial de 30 segundos estrelado pela tenista Serena Williams chamado "Até todos nós vencermos".


O anúncio mostra várias imagens ao longo da carreira da atleta - narradas por sua própria voz - contando todas as maneiras como foi criticada por não ser mulher suficiente. Seu texto foi tão acertivo que se tornou a assinatura da campanha "Não há um jeito errado de ser mulher".


Em continuidade à ação, uma peça impressa foi publicada no New York Times com o seguinte texto “Você disse a uma pequena garota que ela era negra demais para os brancos do tênis. E ela cresceu para ser Serena Williams”.


Ao meu ver, foi o conceito mais poderoso e tocante entre todos os grandes anunciantes mundiais.



JOHNNIE WALKER

No final de fevereiro, em comemoração ao Mês da História da Mulher, a marca de scotch whisky deu uma nova roupagem à tradicional garrafa e em edição limitada de 250 mil unidades lançou a versão feminina do mascote, dando-lhe o nome de "Jane Walker". E em continuidade a essa campanha ainda prometeu doar US$ 1 por cada garrafa vendida para organizações que promovem causas das mulheres, totalizando 250 mil dólares.


A intenção desse esforço de marketing é se aproximar do público feminino e competir com o mercado de cocktails.


Apesar das controvérsias, eu particularmente achei uma ótima estratégia. Só não concordaria se eles alterassem a formula para adequar ao paladar feminino. Aí sim, seria a contra-mão da igualdade de gênero. Celebrar um movimento social a partir de um ícone tão conhecido, é uma boa sacada.



MC DONALD'S

O tradicional arco dourado da marca foi virado de cabeça para baixo para se referir à data, de maneira simples e marcante. A iniciativa ocorreu somente na unidade de Lynwood, CA mas esteve presente em todos os canais digitais da rede de restaurantes.


Em outras 100 unidades selecionadas nos Estados Unidos uma edição limitada de embalagens, camisetas e bonés da equipe também celebraram o Dia Internacional da Mulher.


...

Leia outros posts com as mesmas hashtags:

#analisedemarketing #campanhadeoportunidade #calendariopromocional #celebridades

3 visualizações0 comentário

campanha - marketing e moda

A primeira agência brasiliense de marketing especializada em moda

© 2003 ~ 2021 | Brasília - DF, Brasil

(61) 99976-2601 | alessandra@campanhaconsultoria.com.br